domingo, 21 de abril de 2013

Travessia da Serra da Bulcaina - Via da Ferradura


Aproveitamos o feriado da Semana Santa para explorar as belas e recortadas cristas da Serra da Bulcaina, localizada na região de Padre Bernardo em Goiás.  Esta Serra não se constitui em um maciço isolado.  Faz parte de um conjunto de outras serras das redondezas com potencial para muitas outras caminhadas.

Primeiro dia - 29/03/13  (Brasília - Acampamento Base)

Saímos de Brasília cerca de 10 horas da manhã. Seguimos rumo a Padre Bernardo e depois em direção à Niquelândia.  Chegamos no sítio que fica na base da Serra próximo das 16h30.  A viagem poderia ter sido mais rápida, mas ficamos esperando algumas horas o Renato (que veio de Minaçu) .

Tivemos uma ótima acolhida ao chegar na montanha.  A família do Senhor Bonifácio é muito carinhosa e gentil.  

 Foto 1: Chegada com boa receptividade do Sr Bonifácio.  Da esquerda para direita:  Teófilo, Bonifácio, Fabio, Andrea, Laerte, Peter, Renato e (filho do Sr. Bonifácio).

Deixamos os carros estacionados na casa do Sr. Bonifácio.

 Pelo tardar da hora, decidimos acampar num pasto, próximo ao rio, cerca de 800m do iníco das cristas da montanha. 

 Dia 2 - 30/03/13 (Acampamento base - Cume da Serra da Bulcaina)


Desarmamos o acampamento e iniciamos a caminhada cerca de 8h30.  Não há trilhas no local.  Caminhamos cerca de 10 minutos em uma área de pasto até alcançar o início da crista.  
Foto 2:  Aproximação - cruzando o pasto.  

O princípio da subida já nos deu uma amostra de como seria o percurso:  alta declividade (trechos com mais de 60 graus) com gramíneas e canelas de ema. Subimos trecho a trecho maravilhados com a beleza do local e a singularidade daquelas cristas que às vezes chegavam a ter cerca de 2 metros de largura. Levamos cerca de 3 horas para vencer 600 metros de desnível até a parte alta da crista na cota 1000.  A partir de daí,  o percurso ficou mais suave, mas ainda estávamos a alguns quilômetros e a mais de duzentos metros de desnível do nosso destino.


Foto 3:  Fabio caminhando rumo ao cume da Serra da Bulcaina.

Às 16h30 chegamos ao topo da Serra da Bulcaina.  Cansados e felizes! Preparamos uma pirca e deixamos um livro de cume (na verdade um pequeno caderno) para que outros caminhantes e montanhistas registrem sua visita a esta bela montanha.  Espero que você se anime a conhecê-la.

 Foto 4:  Pirca com caixa do livro de cume.




Foto 5: Cabeças e botas unidos na chegada ao cume.

 Felizmente, encontramos bons lugares para acampar  no cume. 

  Foto 6: Andrea e Fabio ao lado de sua barraca.

 Dia 3 - 31/03/13 (Cume da Serra da Bulcaina - Casa do Sr Bonifácio - Brasília)

O dia nasceu lindo!  A montanha nos envolveu com uma gostosa sensação de plenitude e integração.

 Foto 7:  Nascer do sol.

Foto 8: Grupo no amanhecer (Fabio, Andrea, Laerte, Peter, Renato e Teófilo).

Continuamos nas cristas para descer.  Denominamos nosso trajeto de Via da Ferradura pelo formato do percurso.  As descidas foram super íngrimes,  com vários trechos instáveis e com pedras soltas. Não utilizamos corda porque não havia pontos de ancoragem.  Fizemos uma progressão lenta para aumentar nossa segurança.

Próximo ao final, o grupo se dividiu: Peter, Renato e Teófilo desceram pelo vale; e Andrea, Laerte e Fábio seguiram pela crista.  Chegamos à conclusão que o melhor trajeto é caminhar pela crista. Apesar de ser necessário subir e descer algumas vezes,  o capim baixo facilita muito a progressão.  A opção do vale era mais curta e mais difícil.  O grupo teve que atravessar bambuzais, capim alto e desníveis acentuados.

 Foto 9: Descendo a Serra.

Foto 10:  Laerte no trecho final de descida.

Próximo ao meio dia, chegamos à casa do Sr. Bonifácio e sua família.  Eles nos receberam com alegria, ansiosos para que contássemos como foi a aventura.  Aproveitamos para comer um delicisoso bolo de mandioca, comprar os queijos que eles produzem e agradecer a hospitalidade.

A região da Serra da Bulcaina merece muitas outras visitas.  Valeu demais a ótima companhia de todos que participaram dessa expedição.  São eles: 
Andrea Zimmermann,  Fabio França, Laerte Cardoso, Renato de Oliveira, Teófilo das Neves e Peter ...

Elaborado por:  Andrea Zimmermann
Fotos: Andrea Zimmermann e Fabio França

 

 

2 comentários:

  1. Meus caros, gostaria de entrar em contato com vocês para participar de caminhadas por montanhas. Tenho todo o equipamento necessário, mas faz algum tempo que não acampo ou subo uma montanha. Como faço para entrar em contato com vocês? Abraços, Daniel Pitta

    ResponderExcluir
  2. Meu email é pitta.d@gmail.com . Agradeço o contato!

    ResponderExcluir